Loading...
Loading...

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Condições Aleatórias / Reflexão

Condições Aleatórias / Reflexão

clip_image002

Preciso ler mais filosofia. Porque existem momentos em que quem determina os pensamentos e as emoções relativas ao pensamento, quando o pensamento necessita de emoções, gerindo as possíveis atitudes, são as condições aleatórias.

São condições complexas e que afetam a todos os viventes, tais como a não possibilidade de se fazer ou deixar de fazer algo.

Sejamos práticos e citemos exemplos, e o que me vem à ideia é que quem gosta de andar de avião é piloto ou aventureiro. Esse é o exemplo de quem não pode deixar de fazer algo, pois, se houvesse meio de transporte tão veloz quanto o avião, duvido que alguém embarque num deles. Outro exemplo é quando se é convidado para uma festa de aniversário no mesmo dia em que está marcado o implante dentário definitivo. Alguém deixaria de fazer o implante dentário definitivo para ir a uma festa desdentado?

Excetuando-se o voto, nada mais complexo do que as obrigações.

Não digo das obrigações óbvias como a pontualidade e o bem seguir as normas, digo daquelas obrigações criadas por nós mesmos. Fica entre essas obrigações a sobremesa de domingo, a compra dos bilhetes para o teatro. Parece incrível como são obrigações que mudam a sua atitude e, concluída a tal obrigação, as emoções são modificadas.

Agora é que vem a mais aleatória das condições: o acaso. O acaso é quando não existe a interferência de nenhum propósito intencional.

Vamos ao exemplo, novamente, citemos o caso do salto do sapato que descola inesperadamente no meio de uma caminhada. O acaso muda tudo e ele existe e acontece para todos.

O acaso te obriga a mudar todos os seus planos, a menos que haja uma loja de calçados perto e você esteja em condições para comprar um par de calçados novos e, mesmo assim, você estará modificado.

Por que refletir sobre as condições aleatórias? Porque são importantes, porque elas modificam toda a visão anterior das possibilidades e das obrigações aleatórias.

O acaso te obriga a modificar, impulsiona a novos movimentos, inspira emoções, aumenta ou diminui a perspectiva que se tem diante de uma realidade.

Não se precisa de tsunamis ou terremotos para uma transformação profunda da existência, tudo o que se precisa é de um fato aleatório gerado por nada ou ninguém, corriqueiro. E tudo muda.

Eu preciso saber mais de filosofia.

Nenhum comentário: