Loading...
Loading...

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Descanso

Descanso

clip_image002

Por que tanto querer,

Se nada explica o mar

Nesse seu contemplar

Navios ao entardecer.

 

Observar é se ver,

Distante, se espelhar,

Nas águas a passar

Em vagas, não sofrer.

 

À música, o render,

Louvores ao ondular;

À areia nos pés, passear,

Descansar, se entreter...

3 comentários:

Jossara Bes disse...

Oi Yayá!
Que lindo!
Contemplar, se entreter, escrever poesias...
Felicidades para você!

luís rodrigues coelho Coelho disse...

A vida é um mar agitado de tantas e tantas coisas. Por vezes nem conseguimos esse tempo de poder descansar e brincar.
Um poema convite a pararmos um pouco a nossa rotina.

Célia Rangel disse...

Cenário ímpar para o descanso!
Abraço.