Loading...
Loading...

sábado, 16 de agosto de 2014

Cortesia

Cortesia

clip_image002

A chuva na manhã fria,

Aquele tilintar d’água

Lá fora, na calmaria,

D’um sábado, quase afaga.

 

Caminham guri e a guria;

Com malhas frescas, sem mágoa,

Enquanto outro jeans desfia;

A estiagem branda divaga.

 

Encontros de cortesia,

Tal fosse o rio que deságua

Ao mar, lento à correria,

Perfeito jeito da plaga.

3 comentários:

Reflexo d'Alma Fase 2014 disse...

Yayá,
que belos versos!
Saudades de você.
Encantada.

Lindo domingo.
Bjins
CatiahoAlc./ReflecodAlma

Renata Maria disse...

Gostei muito, Yayá. Continue, por favor.
Beijo*
Renata

Rita Sperchi disse...

versos lindos e gratificantes
para passar bem o dia, me encantou

Abraços de bom domingo

└──●► *Rita!!