Loading...
Loading...

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Futebol a Pedidos / Crônica de Supermercado

Futebol a Pedidos / Crônica de Supermercado

clip_image002

Hoje a inspiração seria poética não fosse o futebol e a sugestão para que escrevesse sobre tudo o que ouvi a respeito durante a saída e as compras.

Pensei em escrever uma miniatura, mas blog não é Twitter e, por sorte caiu a minha conexão e não consegui postar do celular. Esperto é um conhecido do Facebook que posta como se fosse ao Twitter, ele diz que Twitter é para profissionais, não para amadores. Ninguém quer apupos nas sobras de jogo.

Esmero-me em não fazer da crônica apenas fofocas, mas atendo aos pedidos. Que honra receber um pedido que seja para que eu faça uma crônica!

Vamos ao futebol:

· Ouvi uma sugestão para que o Pelé entregue a Taça da Copa do Mundo ao time campeão. A FIFA, o Governo e o Pelé que se virem, porque eu anoto e não dou palpite.

· Ouvi sobre o Felipão. Bonito demais de se ouvir e transcrevo o que o garoto disse: “Eu queria dizer para o Felipão que a gente, o Brasil, deve muito a ele e que a gente não tira o mérito dele por todo o tempo que já trabalhou na Seleção. Depois do que aconteceu no jogo contra a Alemanha, no entanto, eu acho que ele terá que dar um tempo. Eu o abraçaria, com todo o respeito que tenho pelos mais velhos que eu, e diria que o amigo se aposentasse. Eu queria dizer para ele que eu gosto dele do mesmo jeito que antes. Eu gosto dele e não tenho vergonha de dizer que gosto dele”.

· Ouvi pedidos para que torçamos pela Argentina.

Tem gente, como eu, que aguarda a festa de encerramento, as atrações, os discursos e, ver pela televisão o que dirão. Os discursos de encerramento serão mais importantes do que os shows das cantoras.

Gostei imensamente de ir ao supermercado hoje. As pessoas querem saber o que as outras pessoas estão pensando sobre o futebol.

Por outro lado, as psicólogas queimaram o filme junto com os jogadores que perderam o jogo. Elas merecem consideração profissional e acredito que todos nós as respeitamos, mas dentro do campo de futebol, sinto muito por elas. Elas são torcedoras como todos nós e não podemos culpá-las pelo exagero da valorização da psicologia durante os jogos da Copa do Mundo. Mas é o que acontece.

Eu pensei que nada mais teria a escrever sobre o jogo passado, mas o freguês foi claro, dizendo que com um esforço, eu saberia o que escrever.

A pedidos, e com um carinho enorme por todas as inferências futebolísticas eu termino a crônica.

Fiquem bem.

3 comentários:

Rosemildo Sales Furtado disse...

E o resultado foi esta bela e bem coordenada crônica.

Quanto à final da copa, vou torcer pela Argentina. Afinal, é nossa vizinha de Continente.

Beijos,

Furtado.

Ingrid disse...

que maravilha!..
perfeita síntese da melhor forma..
beijos querida

Rita Sperchi disse...

Gosto de falar de futebol
Mas esses dias estou triste
espero que tudo melhore, apesar que agora temos que torcer para outro time
Alemanha é a minha favorita

Abraços de sempre


└──●► *Rita!!