Lugares Bonitos

Lugares Bonitos

http://frasesemcompromisso.blogs.sapo.pt/

O blog da Nina, menina que lia quadrinhos.

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Dia do Livro / 23 de Abril

Dia do Livro

clip_image002

Toda história fascinante está em algum livro, escrito em qualquer língua e comprado na livraria.

Para escrever um romance é preciso talento e vontade de ficar meses debruçados num computador.

Não importa o gênero do romance, desde que o leitor goste do que lê.

Há quem goste dos livros de mistério:

“Disseram que foi um homem que devia para o agiota que lidava com jogo, quem fez os favores à viúva...” Apenas um exemplo.

Há quem goste de livros sobre crime:

“A acusação diz que foi uma mulher a criminosa, mas as testemunhas afirmam o contrário...”Mais um exemplo.

Há quem goste de livros cômicos:

“O gato fugiu e comeu a fruta que estava na árvore e, depois ficou entalado entre os galhos e tiveram que chamar os bombeiros...” Exemplo.

Há quem goste de livros românticos:

“Joaquim se encantou pela Marina, mas os pais dela mudaram de cidade e ele passou anos idealizando aquela imagem...” De novo, exemplo.

Há quem goste de filosofia:

“Tudo se explica, mas pouco se justifica...” Ditado popular usado como exemplo.

Quase ninguém se parece com o que lê, mas a leitura que se faz do livro diz muito sobre quem o resume.

Tem gente que lê nas horas de folga e tem gente que lê porque se sente obrigado a mostrar cultura; ainda assim, ainda tem gente que lê o que gosta e na hora que prefere, apenas pelo prazer da distração.

O leitor é quem conta do escritor através das impressões objetivas e subjetivas de toda a leitura.

O livro ainda se justifica sem precisar de explicações, amigo de todas as horas numa experiência fictícia ou real vivenciada na história.

Ainda gosto de ler, é abril e o quarto livro do ano está sobre a mesa. Sem pressa e devagar saboreio as palavras.

Boa leitura a todos!

2 comentários:

Célia Rangel disse...

Livros e leituras são minhas 'bengalas' na vida! Meu vício.
Abraço.

Sor.Cecilia Codina Masachs disse...

Hola Yayá, en mi país cada vez se lee menos, y me preocupa.
Como escritora, hoy no me quejo con un solo libro publicado, pero hay mucho que hacer.
Mi pasión son las letras, leo tanto como escribo y me duele que un pueblo se niegue tener cultura con libros de poca monta.
Un abrazo
Sor.Cecilia