Lugares Bonitos

Lugares Bonitos

http://frasesemcompromisso.blogs.sapo.pt/

O blog da Nina, menina que lia quadrinhos.

domingo, 23 de março de 2014

Feedback- Resposta Opinativa / Crônica do Cotidiano

Feedback- Resposta Opinativa / Crônica do Cotidiano

clip_image002

Como é bom ser agradável ao outro, sem motivo e sem vontade.

Eu estava na rua e parei para tomar um café na panificadora mais próxima. Comentei com a moça do balcão que havia algum tempo que eu não parava numa panificadora para dois minutos de descanso.

Havia um casal a meu lado. A esposa olhou para mim e sorriu, depois olhou para o marido e comentou:

_A voz dela soou tão suave aos meus ouvidos, devagar, pausada, pedindo um café como quem está em casa.

O marido sorriu para a esposa:

_É verdade, ela nos fez nos sentir em casa novamente.

A esposa continuou a conversa e, eu nem sei se estava ali ainda, porque eles olhavam para mim e conversavam entre eles.

_A viagem foi boa, mas cansativa. Eles falavam muito rápido para nós, que somos brasileiros. Buenos Aires é linda, as fotos ficaram ótimas, voltamos à Curitiba, a nossa cidade, mas algo faltava.

O marido completou o raciocínio da esposa:

_Você sabe que eu me sentia igual a você até ela pedir um café. O jeito como ela pediu esse café é tão de casa.

Eu fiquei como uma estátua olhando para eles.

A mulher agradeceu-me pela voz com a que eu pedi o café.

Parece óbvio que disse que não era necessário agradecer. Aliás, eu não tenho outra.

O meu café ficou melhor com aqueles comentários, talvez eu estivesse com vontade de tomar aquele café na panificadora e tenha dito o pedido num tom de voz bom.

O retorno espontâneo fez toda a diferença positiva naquele dia, aliviou o cansaço, me senti leve.

Eles me contaram que iriam para o apartamento deles agora, depois de muitas horas ao volante, mas que somente agora estavam prontos para ir para casa, pois se sentiam parte da cidade.

Eles se foram e não custou nada fazer uma breve oração pedindo que eles chegassem bem ao apartamento deles. Fiquei com medo que eles dormissem durante o caminho e pedi, em oração, por eles mais uma vez.

Sim, ainda posso sorrir.

Nenhum comentário: