Loading...
Loading...

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Eu Te Encontro no Buffet / Crônica do Cotidiano

Eu Te Encontro no Buffet / Crônica do Cotidiano

clip_image001

Os meus leitores estão ávidos por crônicas. Saí, e eles vieram ao meu encontro.

Eram quatro advogados e uma moça, os quatro numa mesa e a moça na outra. Eu, ainda, noutra mesa, próxima a eles.

Bastou que eu me sentasse para o lanche que a conversa começou.

A moça virou-se para a mesa deles e disse:

_A sua família sabe do seu cachorro Bruce?

Um dos advogados respondeu que a família não sabia por que ele não tinha cachorros e ele não inventava histórias para a família dele.

Para dizer o bem da verdade, diga-se que a moça foi convincente na sua atuação em defesa do Bruce. No entanto, o assunto não era da minha lavra, não escrevo sobre a vida dos outros, prefiro as minhas ideias inventadas a partir dos detalhes e o tema seria outro, não fosse a intervenção desse grupo.

Bruce para cá, Bruce para lá e, a moça foi embora, ainda contando do Bruce e dizendo que ela o conhecia; portanto a história era verdadeira.

Cuidei do meu lanche, pensando no homem feliz que vi pela manhã, um homem mostrando a sua felicidade é para se admirar, admirei.

Ela saiu e eles provocaram-me dizendo:

_Queremos saber se você é ou não é agente da Interpol. Se você não for, publique o que nós estamos dizendo no seu blog.

Pode ser até que algum “FBI agent” me conheça pela “daily musical playlist”, ou seja, as mesmas músicas são estudadas até que fiquem prontas e eu comece a tocar outras músicas. Quem passa na rua, e possui ouvidos apurados, pode me ouvir e se divertir com as repetições Beethovianas (nova linguagem criada por mim). Gosto não se discute e quem gosta de me ouvir, gosta e ponto final.

Provocação aceita e crônica feita.

Ficam os meus sinceros agradecimentos ao público, mas, da próxima vez, esperem eu terminar o lanche.

Um abraço do cotidiano.

2 comentários:

Adriana Paz disse...

Que bom que me segue,amiga!

Seu nome é Yá Yá?

Amei seu espaço!

Sigo você também.

Vou colocar seu blog na minha lista de blogs amigos para visitar sempre.

Seja Bem Vinda!

Obrigada pela visita,volte muitas vezes!

Eu sempre respondo abaixo dos comentários também!

É importante ler esses respostas!

Adorei ter você como minha nova amiga.

Beijos e ótima semana

Dryka

Tenho face Book (Tem atalho à direita de meu blog)


Blog Suas Histórias Nossas Histórias


Artes e escritas disse...

Adriana, meu nome é brasileiro, mas, na época do registro usava-se o ypsilone; se não fosse o ypsilone, eu me chamaria Iaiá. Vide Machado de Assis no título do seu livro: Iaiá Garcia. Eu amo o meu nome brasileiro. Um abraço, Yayá.