Lugares Bonitos

Lugares Bonitos

http://frasesemcompromisso.blogs.sapo.pt/

O blog da Nina, menina que lia quadrinhos.

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Compras Natalinas / Crônica do Cotidiano

Compras Natalinas/ Crônica do Cotidiano

clip_image002

Os detalhes tomam tempo. Faltou papel de presente e fitas para enfeitá-los.

Paro no meu ponto preferido: o café.

Dessa vez, tomei o café com pressa.

Não, não foi para comprar algo a mais; foi a conversa ao lado.

Dois homens conversavam e, um deles, disse:

_Eu gosto dessa época. Época de otários.

O homem que estava com ele não concordou e, perguntou o porquê daquela frase.

O primeiro, então respondeu:

_No Natal do ano passado eu quis passar o mês de janeiro festejando. Eu comprei uma motocicleta e paguei somente a primeira prestação.

O outro se virou e perguntou?

_E depois? O que aconteceu?

A resposta foi de estarrecer:

_Passei o mês de janeiro inteiro. Em fevereiro o dono da loja veio buscar a motocicleta por falta de pagamento. Eu entreguei a motocicleta ao dono da loja e perdi a primeira prestação. Eu sou o que as pessoas chamam de pilantras.

Tem momentos que é melhor tomar o café às pressas. Foi o que fiz.

6 comentários:

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Yayámiga

Pilantras, ao fim e ao cabo, somos todos; uns mais do que outros, mas... Uma vez mais, gostei.

********

História dum “crime”, ficção?
Não senhor, é a pura verdade
São mais coisas do coração
Vividas na mais tenra idade

Na nossa Travessa saberás o porquê desta quadra quadrada e maluca

Qjs

Brisa Petala disse...

OI QUERIDA
Que nós possamos viver em um mundo de paz, sem ódio, guerras e preconceitos. Que nossas famílias se unam, trazendo um mundo totalmente solidário e que possamos aprender os grandes ensinamentos do Grande Pai "D E U S". Que o seu Natal seja completo de Paz... Alegria... Amor... Compreensão... Que tudo isso esteja em ti durante todo o ano e não apenas no Natal. FELIZ NATAL!
COM CARINHO
ANA

Mariazita Azevedo disse...

Na impossibilidade de dirigir a cada amiga/o uma mensagem de Natal personalizada, escrevi umas palavras muito simples mas bem significativas do meu sentir:

“Neste Natal gostaria de trazer-te:
O verde da árvore – a cor da Esperança;
E, das bolas coloridas:
- O vermelho – a cor do meu Amor fraterno;
- O azul – a cor da suavidade dos Anjos;
- O dourado – a cor da prosperidade que te desejo;
- O roxo – a tristeza que sinto quando não te vejo;
- O branco – A Paz que quero para a tua vida.
No tanger dos sinos ouve a minha voz pedindo protecção para ti e toda a tua família.
Seja onde for que te encontres deixa-me ser um pouco do teu Natal.
Mas… acima de tudo, desejo que, na tua noite de Natal, o “Menino” não tenha que perguntar:
- Então e eu? - (V. minha postagem de 27/12/2009 – NATAL DE QUEM?)

Mil beijos natalícios
Mariazita
(Link para o meu blog principal)

Célia Rangel disse...

Ou, de repente, tomar o café em casa mesmo!
Abraços natalinos, Yayá!

ricardo alves / são paulo,brasil disse...

estranha conclusão...

Obtuso disse...

Passando para desejar um Santo Natal para Yayá e todos os seus

Tibério Gil