Loading...
Loading...

terça-feira, 5 de novembro de 2013

A Primeira Árvore de Natal

A Primeira Árvore de Natal / Crônica do Cotidiano

clip_image002

Eis que eu estava distraída, mas não ao ponto de não ver a árvore de Natal.

Bonita, bem decorada e com cartões coloridos sob ela.

Não pude evitar admirar e sorrir. Que ideia feliz da comerciante.

De repente uma ternura indizível invadiu os nossos corações, eram sorrisos iguais e humildes perante todo o simbolismo ali representado.

Todos que frequentam o seu estabelecimento têm muito a fazer e o dia é curto e fazemos as atividades conforme a agenda determina.

A sugestão para pensarmos no amor por alguns instantes, bem nos fez.

Conversamos assuntos banais, mas ela me disse que os cartões serão verdadeiros até o final do ano. Ainda não estamos na época do envio dos cartões.

Nada mais certa do que aquela emoção que trouxe a paz, desejou a paz a todos os homens e mulheres que ali estavam.

Depois de certa idade, a festa natalina nasce do coração e da confraternização com as pessoas que querem ter boa vontade com o próximo.

Não somos mais crianças que desejam brinquedos e alegrias palpáveis, somos adultos e queremos as alegrias que se sentem, embora não sejam palpáveis.

No supermercado as cestas estão expostas, mas, a realidade é que são ainda vitrines para o mês que vem.

A emoção, não. Não é vitrine, são a própria comemoração e comunhão nas intenções para com todos os demais.

As lojas de departamentos colocaram à venda as árvores e os enfeites. Interessante como esses enfeites e árvores não passam de objetos decorativos que terão o significado de acordo com a sensibilidade de cada um que os apresentar como sendo sua e seus.

Afinal, o que temos são os momentos de amor pela humanidade.

Essa confraternização na troca de energia sincera, sabedora ela que eu desejo felicidade e paz a ela, e, ela desejou-me paz e felicidade.

Ao desejarmos, com sinceridade, uma à outra, paz e felicidade, nesse momento, então já não somos felizes?

Penso que o caminho é por aí, não somente para mim, mas para todos que assim desejarem.

5 comentários:

✿ chica disse...

O NATAL verdadeiro deve realmente nas e em nossos corações e de dentro pra fora.O resto é "bijuteria", beijos,chica

Ivone disse...

Que lindo Yayá, amei ler, a simbologia da felicidade no Natal é mesmo a árvore, os desejos sinceros de amor e paz, prosperidade, alegria de verdade!
Iremos ao fim de mais um ano,com novas esperanças, novas energias!
Abraços!

Maria disse...

Acho que o Natal tem mesmo esse efeito que tão bem descreves...adorei ler-te e partilhar contigo essa experiência!!!
beijinhos e bom dia!!
Maria

Lu Cidreira disse...

Isso tudo me remete aos bons tempos de criança adolescente quando tínhamos uma família muito unida e uma árvore de três metros de altura bem decorada por todos nós, era muita felicidade quando em época de Natal.
Essa de cartões também tem muito significado!
Valeu pelo compartilhamento.
Abraço

Mª Carmen disse...

Hola amiga, la navidad, bonita entrada y tan cerquita ya.Un gusto volver por tu blog.Besitosss.