Loading...
Loading...

terça-feira, 29 de outubro de 2013

O Cantor

O Cantor

clip_image001

Por trás dos óculos, o afeto.

Discreto e sério, arranjador.

Quem canta, sabe todo teto;

A acústica é por puro amor.

 

Levanta o peito a andar ereto

E busca o público e o esplendor

Do palco inquieto, nesse objeto,

De amor excelso; imenso ardor.

 

Depois, seria fraco o prospecto,

Não fosse certo o encantador;

Não fosse o som ao tom correto,

Não fosse o amor maior que o cantor.

3 comentários:

✿ chica disse...

Poesia linda e bem ritmada! beijos,lindo dia!chica

ricardo alves / são paulo,brasil disse...

cheio de swing!!!

Elisa T. Campos disse...

A Chica tem razão. A poesia é linda tem rítmo de uma canção.

bjs.