Loading...
Loading...

domingo, 13 de outubro de 2013

Encontros / Reflexão

Encontros / Reflexão

 

É interessante saber que a gente não sabe onde encontra os pensamentos semelhantes. Não se imagina a esquina onde tomaremos decisões fundamentais para todos os outros dias.

Penso que não se experimenta a energia comum ao acaso. É o conhecimento produzindo conclusões que pareciam estar na ponta da língua, mas precisavam de uma palestra que o antecedesse.

Uma palestra, um pensamento, uma conclusão e, pronto, modificamos o rumo que tínhamos até então.

Conheço muita gente que brinca com a expressão: “Foi intervenção divina”. Até que se viva uma experiência religiosa, até se ri da expressão, principalmente quando não vem das orações de pedidos de saúde; vem do cotidiano. Aparece a dúvida e, pronto, ela se faz certeza de um momento para o outro sem que tenhamos qualquer expectativa para o assunto determinado.

Tem gente que pede a Deus tudo o que precisa, tem gente que pede a Deus apenas em casos muito tristes.

Agora, quando o assunto é religioso e, a gente olha para cima dizendo:

_Senhor, se for da Sua vontade decida por mim, porque o assunto é optativo e eu o continuarei seguindo, seja do jeito que o Senhor desejar.

E, tudo muda, sem mais nem menos, num email inesperado e desconhecido, e o assunto é teológico, não tem como a gente não se sentir bem.

Parece que Deus envia brindes àqueles que Nele esperam.

Sei que começo a semana em rotina modificada, com alguns afazeres que eu não tinha na semana passada, e sei que Ele interviu na questão.

É nessas horas que me lembro da parábola do grão de mostarda. É preciso acreditar nessa energia divina em qualquer momento da vida. Eu gosto dessa parábola pelo seguinte: tanto faz você colocar um grão de mostarda ou uma pitada de grãos de mostarda ao fritar um bife, o sabor será acrescido de mostarda e o comportamento dos alimentos é diferente na sua cocção. Ele sabia o porquê de cada palavra que pronunciava.

Hoje foi um dia para agradecer e a semana para aceitar o convite de aprimorar conhecimentos. Um convite feito de coincidências, mas eu guardo o meu grão de mostarda para acreditar que, desta vez, não foi coincidência, foi interferência de uma fonte de Luz que não se apaga.

Uma excelente semana para todos!

3 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Bom dia
É sempre bom e muito terno receber favores divinos. A saúde, a paz, a alegria.../...o pão de cada dia.
Todos os dias recebemos e todos os dias devemos agradecê-los.
Todos os dia devemos trabalhar para tornar a nossa vida melhor, mais positiva ajudando todos quantos encontramos pelo caminho.
Quando recebemos tanto e damos tão pouco é sermos mal agradecidos. Devemos dar e agradecer tudo de modo que a semente de mostarda germine e cresça dentro e fora de nós.

✿ chica disse...

Saber agradecer as interferências e valorizá-las. Lindo! Tuuuuuuuuuuuuuuuudo de bom! beijos,chica

Thieres Duarte disse...

Olá, gostei muito do seu blog e já estou seguindo. Estou tentando fazer um blog bacana sobre o teatro, se puder dar uma forcinha e retribuir seguindo de volta ficarei muito grato! Desde já grato e parabéns por esse blog lindo, com certeza voltarei mais vezes. Um grande abraço e segue meu link... http://www.thieresduarte.com.br/