Loading...
Loading...

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Percepção

Percepção

clip_image002

Talvez, tenhamos a identidade

Do amor, sofremos com igualdade

A dor afável da condição

Perfeita, falível por extensão.

 

Talvez, saibamos dessa saudade

Ao prumo etéreo dessa amizade,

Sensível e única. A percepção

Conduz e ensina dessa razão.

 

Coincide a essência na habilidade

Igual ao sonho, à praticidade

De ideias, cultura da admiração

Das belas obras da arte em canção.

 

Ao tempo dado, soma à vontade,

Esquece o metro, na liberdade

Proposta ao som, da interpretação

Pessoal ao tema em maturação.

3 comentários:

Célia Rangel disse...

Nada há de mais autêntico, Yayá que a percepção suavizada sob o foco da maturação. Belo poema!
Abraço, Célia.

Élys disse...

Uma bela poesia escrita com criatividade e perfeição.
Beijos.
Élys.

ᄊム尺goん disse...

Poema lindo!

Obrigada pela partilha


beij0