Loading...
Loading...

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Luz

Luz
clip_image002
Chegou das sombras e se transformou
Na luz que rege esse desconhecido
E frágil mundo, ao verbo que se entoou,
Na forma clara de todo o sentido.

Entende o Lácio da paz que o formou,
E muda o rumo ao vento pressentido,
Seguindo aos versos, o que o acalentou;
Deixando à margem o que é inconcebido.

Ao ser de amor, se deu e se transformou,
De névoa densa em desenho contido,
Entorno vivo do sol que anunciou.

Palavra viva foi o que a sussurrou
Ao sóbrio nexo de olhar comovido.
E, o grão na terra, nessa névoa, vingou.

6 comentários:

ᄊム尺goん disse...

O que eu não sei fazer desmancho em frases.

Eu fiz o nada aparecer.

|Manoel de Barros - Livro Sobre Nada|

Sonia Guzzi disse...

Oi, Yayá.
A luz provocando transformação na poesia inspirada!
Grande abraço.
Em divina amizade.
Sonia Guzzi

Ingrid disse...

iluminados versos Yayá..
beijos.

Poesias Partidas disse...

Lindos arranjos poéticos, parabéns!

Abraços

Marcos

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Yayá
Que essa luz continue iluminando todos os caminhos.
Bjux

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Yayámiga

Versos preciosos como sempre.

Quando voltas à nossa Travessa? Espero que bem depressa (olha rimalhei...)

Qjs

Henrique