Loading...
Loading...

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Maravilhosidades (Novilírico)

Maravilhosidades (Novilírico)

clip_image002

São pedaços de conversas que se ouvem em diálogos tão proveitosos que o aprendizado é garantido e divertido.

_Estou mal, estou mal! Chame o médico, diz a avó para a neta.

O médico vem e diz que está tudo bem com a avó.

_Obrigada, doutor. Não podia dormir com medo de morrer.

O médico diz à neta que a avó pregou uma peça a eles: médico e neta.

A neta pede desculpas e diz que se precipitou.

O médico diz que gostou de ver a sagacidade da avó.

_Vovó, por que você me enganou?

_Eu quero demitir o andador e sair por aí como antigamente.

A neta pergunta quem a está ensinando a fazer artes.

_As minhas damas de companhia. Elas te enganam e você nem percebe.

A neta senta-se ao lado da avó e explica que o andador é para auxiliar, um benefício da vida moderna.

_Quer ele de presente para você? Eu me viro bem sem ele.

A neta reconhece que a avó ainda é inteligente e que ela a trata como se fosse um bebê.

_Vovó, prometa que não mais me enganará. Converse comigo e eu verei o que posso fazer.

A avó sorri para a neta.

_Da próxima vez eu chamo o seu irmão. Ele acreditará em mim. Será que ele vende o andador na loja de antiguidades?

A neta responde que não, que não pode.

_Então eu vou sair com ele de braços dados. Será melhor que usar o andador.

A neta insiste e pede para que a avó não mais a engane.

_Se eu ficar com medo, você conta história para mim?

A neta prometeu que contaria histórias a avó.

_O medo foi embora com o médico, pode deitar-se e dormir.

A neta sentiu orgulho da avó. Estava com sono e não pensou duas vezes ao obedecer a sábia senhora que se aconchegava ao cobertor da sua cama.

12 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Muito interessante o texto. Muitas vezes tratamos nossos idosos como incapazes, e que o eles querem, na verdade, é se sentirem úteis e ativos.
Bjux

Célia Rangel disse...

Um braço amigo, amoroso vale mais que mil andadores... Novela da vida diária...
Bj. Célia.

Sinval Santos da Silveira disse...

Bom dia!
Mais um trabalho encantador com o qual nos presenteia.
Parabens
sinval

lucidreira disse...

Tenho que aplaudir, pois é matéria que deveria ser lida e refletida com todas as comunidades, por já estar chegando lá é preciso muito cuidado com os da melhor idade. A experiencia esta chegando.
Abraço

Jorge disse...

De certo modo, a sociedade moderna manda para a sucata coisas a que ainda podia dar uma nova vida!

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Como sempre um texto maravilhoso e tão verdadeiro, infelizmente nem todos os idosos têm esse tratamento.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Graça Pereira disse...

ADOREI esta pequena história...com muitas lições para todos nós. Beijos.
Graça

ONG ALERTA disse...

Adorei esta maravilha de histórico....idoso e vivo....
Beijo Lisette.

Nita disse...

Muito interessante, texto encantador.
Beijo.
Nita

Fernando Santos (Chana) disse...

Bela história...Espectacular....
Cumprimentos

Tamires Alci disse...

Lindo.

É engraçado a mania que essa gente jovem tem, de tratar idosos como se eles fossem bebês e não entendessem mais nada.

Pode ser excesso de zelo, sim. Mas isso acaba interferindo um pouco, certas vezes.

Beijos, Boa tarde.

Tamires.

Bergilde disse...

Uma história cheia de pormenores aparentemente confusos à primeira impressão de um espectador,mas lendo atentamente isto poderia acontecer com qualquer pessoa.Abraços,bom dia!