Lugares Bonitos

Lugares Bonitos

http://frasesemcompromisso.blogs.sapo.pt/

O blog da Nina, menina que lia quadrinhos.

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Desconhecidos / Crônica de Supermercado

Desconhecidos

clip_image002

Desconhecidos meus porque os casais se conheciam socialmente. Vinham conversando na fila do caixa aguardando o atendimento e, coincidência, eu estava na frente deles.

Aquela conversa de fila, com algo mais, um perguntava ao outro onde trabalhava atualmente, como iam os filhos, onde morava atualmente, um questionário interminável, penso que não se viam há muito tempo.

Entre uma pergunta e outra, um dos maridos, para diminuir o ritmo das perguntas, vira-se para a esposa e pergunta se ela havia reparado na televisão de vinte polegadas que estava com desconto de trinta por cento. Ele disse que havia pensado na filha, a Simone.

A esposa disse que ao ver a televisão, lembrou-se da filha.

_Quando voltarmos aqui, compramos!

O outro casal, para não interromper o questionário, perguntou se não seria melhor trazer a garota ao supermercado para escolher.

A esposa disse que a promoção era imperdível e que seria uma surpresa a filha. Num descuido de linguagem disse também que a filha precisava de uma televisão para se distrair e parar de comer biscoitos no quarto.

Desta vez, o marido exclamou:

_Nós precisamos comprar uma televisão para presentear a nossa filha porque ela come biscoitos na cama? Você acha que ela deixará de comer biscoitos e tomar refrigerante na cama para assistir TV?

A outra mulher aproveita a deixa?

_A Simone engordou?

A esposa responde sem pestanejar:

_Não, a Simone não engordou. Eu tenho medo que as migalhas de biscoitos atraiam insetos para o quarto dela.

O marido cortou a conversa das duas, dizendo ao amigo (entre aspas literalmente falando):

_Homem é bicho burro! O que é que eu tinha que mencionar a televisão? Sou ou não um asno?

O amigo meneou a cabeça como se estivesse em dúvida se responderia ou não.

O homem defendeu a mulher e a filha dizendo em alto e bom som:

_Eu sou burro, agora terei que comprar a televisão, agora gastarei o meu dinheiro com algo que não necessitamos.

A mulher tentou remediar dizendo que o aparelho não era para eles, era para a filha.

Até chegarem ao atendimento o homem se autoproclamava um burro e não deixou ninguém mais abrir a boca até se despedirem. Um bom homem e uma boa esposa e mãe, agora quanto à “burrice” dos dois também fiquei em dúvida.

12 comentários:

Felisberto Junior disse...

Olá!Bom dia!
Yaya!
Tudo bem por aqui?
Bela crônica!
...realmente!Quando um burro fala, o outro abaixa a orelha. Este provérbio combina arrogância e modéstia em doses iguais. Recomenda reverente silêncio diante de quem fala...e o ouvinte fica no mesmo nível...os dois são "burros"...
Obrigado!
Boa quarta feira!
Beijos

✿ chica disse...

rsssssssss...Também fiquei pensando nesse finalzinho,rsrs E esses papos inteiros ou fragmentos que ouvimos são engraçados...ou chatos,né? Mas te inspiraram muito bem! Valeu! beijos,lindo dia,chica

Everson Russo disse...

Um maravilhoso dia pra ti minha amiga,,,muita paz,,,amor...flores e beijos entre poemas e carinhos....

Mariangela disse...

Oi Yayá...bom dia!
Que boa inspiração!
As vezes nos deparamos com cada coisa... e ouvimos cada uma!
Um beijo e um lindo dia!
Mariangela

Guma Kimbanda disse...

Retalhos da vida a passar mesmo ao nosso lado.
Gostei deste apanhado.
Beijo e kandandos

Sônia Amorim disse...

Coisas de casais, um tem sempre razão,o outro não, gostei, rsrs beijos e bom dia

Rita disse...

Bom dia minha linda amizade, passando para
deixar um abraço, deixar meus elogios , pq
te visitar é um momento muito bom
Me deixa muito feliz,, Abraços com carinho
Rita!!!!

O texto é mesmo valioso
Bjuss!!

manuel marques Arroz disse...

Passei e matei saudades.

Abraço.

Silenciosamente ouvindo... disse...

As pessoas conversam de tudo em
voz alta em qualquer sítio...Bem
descrita por si a cena...
Beijinhos
Irene Alves

edumanes disse...

Desconhecidos por aí
Os amigos onde estão
Virtual estou aqui
com um aperto de mão!

Confia é sincero
Não sou nenhum aldrabão
Todo o bem eu te quero
Para sossegar teu coração!

Paz, para ter alegria
Para ser feliz muito amor
Agradeço a tua simpatia
Em troca te darei uma flor!

Boa quarta-feira para você,
amiga Yayá,
um abraço
Eduardo.

Giancarlo disse...

Vacanze finite per me...purtroppo!! spero che le tue siano state belle come le mie! un abbraccio...ciao

ricardo alves disse...

excelente e divertido!