Loading...
Loading...

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Divulgação do Antonio Pereira/ Alerta

Caros amigos. Conto com vocês.
Nosso poema A pedra, continua aparecendo na Internet de forma equivocada: Primeiro o “Autor desconhecido” e os plagiadores, depois, como de Chaplin, Fernando Pessoa... Agora surge como de Renato Russo ou sem citar a autoria (Sobretudo no Facebook). Peço ao amigo leitor. Que divulgue, alerte e esclareça em seu Blog, Site, Rede social, Grupo, Lista...
A forma real do poema:
O distraído, nela tropeçou,
o bruto a usou como projétil,
o empreendedor, usando-a construiu,
o campônio, cansado da lida,
dela fez assento.
Para os meninos foi brinquedo,
Drummond a poetizou,
Davi matou Golias...
Por fim;
o artista concebeu a mais bela escultura.
Em todos os casos,
a diferença não era a pedra.
Mas o homem.

http://www.aponarte.com.br/2007/08/pedra.html

6 comentários:

Ivone Poemas disse...

Belo poema Yayá, já fui ao blog do autor e o estou seguindo, lindo o seu gesto em divulgar!
Abraços!
Ivone

Ange disse...

Olá, boa noite! Sempre vejo seus comentários em algumas páginas de amigos em comum, então hoje tomo a liberdade e venho aqui conhecer seu espaço.
Muito bom gosto por aqui! Parabéns!
Eu gostaria de passear mais vezes por aqui se desejar...
Uma linda noite para você!
Lembranças.
Ange

urbanascidades disse...

Dificil nas redes sociais é controlar a autoria e definir a procedencia de posts e textos. Precisamos aprender a usar esta fabulosa ferramenta como fonte de crescimento e conhecimento. Parabéns pela tua atitude.
Paulo Bettanin

Elizabeth disse...

Qué dulce eres, ángel siempre dispuesto a compartir tus alas.

Antonio Pereira (Apon) disse...

Muito obrigado Iaiá!

A ajuda dos amigos, é uma ferramenta importante para combater esse plágio.

Um abração e bom fim de semana.

Joao Raposo disse...

Já divulguei pela minha lista.
Abraço