Loading...
Loading...

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Meus Ilustres Desconhecidos

Meus Ilustres Desconhecidos/ Crônicaclip_image002

Todos nós conversamos anos a fio com os nossos desconhecidos preferidos, o motorista da lavanderia, a balconista da loja onde habitualmente fazemos compras, aquela professora simpática que encontramos na livraria; enfim, uma série de pessoas que não sabemos direito quem são.

Essas pessoas são as mais importantes, não são amigos e amigas de conveniência, não são pessoas que temos obrigatoriamente que tratar bem e são pessoas que fazem parte do nosso cotidiano involuntariamente. São abraços invisíveis com as quais trocamos abraços e fazem a alegria do nosso dia.

Eu não tinha percebido o quão importante eram essas pessoas até hoje. Também não tinha percebido que era uma dessas pessoas na vida dos outros.

Mas eu ganhei três presentes de uma moça, casada e com filhos, que trabalha numa loja de pequeno porte. Foram presentes escolhidos no seu mostruário.

Hoje pensei em dar uma lembrança para essa minha amiga invisível. Comprei e entreguei a ela.

Nesse momento particular, creiam-me: sentimos-nos parte do universo. Acima do bem e acima do mal. Não estávamos sós, ninguém é tão sozinho nesse planeta que não tenha uma irmã de coração.

O marido dela se comoveu e, hoje, ele me deu uma lembrança. Eu disse que não, que hoje eu queria apenas retribuir o carinho recebido o ano inteiro da esposa dele. Ele, com a voz contida, disse:

_Toma. Leva. É o meu obrigado.

Fica o sorriso de coração a coração trocado abertamente para o resto das nossas vidas. Felizes somos nós quando temos uma experiência de amor tão significativa.

23 comentários:

Blog do Óbvio - Manoel disse...

A gente nunca percebe, mas veja a importância do "doar-se". O grande valor está no gesto de presentear. Não deixa de ser uma prova de amor ao próximo.
Muito legal a postagem.
Manoel.

✿ chica disse...

Linda crônica e experiência vivida...beijos,tudo de bom,chica

Célia disse...

Esse amor significado de liberdade de opção, de sentimento, sem modelos prévios, sem limites, ou obrigações outras é o mais carregado de sensibilidade pura e real! Você, Yayá já celebra o seu Natal, assim no anonimato de pessoas, mas na união de almas! Bela crônica! Abraço, Célia.

Ingrid disse...

se não paramos por algum momento para prestar atenção à vida.. simplesmente passamos por ela..
beijos linda!

CLEUSA KLEIN disse...

GOSTEI YAYÁ... LOUVO A DEUS PQ A MELHOR COISA DO MUNDO É GENTE... GENTE QUE NOS RODEIA, QUE NOS AUXILIA, QUE NOS FAZ SENTIR QUE SOMOS ALGUÉM.
AS PESSOAS ESTÃO CORRENDO TANTO QUE DEIXAM PASSAR PEQUENAS COISAS QUE FAZEM TÃO BEM...BJOS EM SEU CORAÇÃO.

MISSIONÁRIA CLEUSA KLEIN

Armando Pinto disse...

Mais um delicioso pedaço descritivo, com muito jeito, à YAYÁ.
Gostei. Pois não é que a gente na blogosfera também sente algo assim?!

MARILENE disse...

Amei!!!! Manifestações de carinho gratuito e belo. Não estamos sós quando reverenciamos aqueles com quem convivemos, ainda que sem os chamados laços de amizade.

Bjs.

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa noite querida amiga!
Que crônica mais significativa para uma experiência de vida...
Bjs

RECOMENZAR disse...

Me deleitan tus palabras ya que adoro tu idioma

Eloah disse...

Gostei demais!
Querida amiga fizeste-me refletir a importância destas "amizades" que levamos vida afora e que sem motivo aparente nos ajudam a enfeitar a caminhada e até preencher nossos momentos solitários.
Tenhas um final de semana encantador.Bjs Eloah

Lourdes disse...

Yayá
Deve ter sido reconfortante o gesto de reconhecimento que recebeu , não pelo valor mas pela carinho.
Beijinhos
Lourdes

Eli disse...

Es en angeles como ellos (y como tu) que nuestras alas encuentran direccion y sentido. Ese aleteo que algunos llaman latidos. Mil besos.

Simone butterfly disse...

Venho lhe desejar um ótimo fim de semana! beijos carinhosos

Tatuagem disse...

Tem muitos amigos invisiveis neste mundo e a gente as vezes nem percebe.

Beijo

Vanessa Carvalho disse...

Gostei demais.

ANALUZ disse...

è mesmo como você diz!

os desconhecidos, podem vir a fazer parte do nosso percuros terreno, ou não. mas descernimento, é saber que todos que cruzamos na vida nos aportam algo, sempre, por infímo que seja, parando, e vendo o que ele nos fez ver em nós.

passando para te desejar fim de semana cheio de benções-

beijo na alma

. intemporal . disse...

.

.

. uma página deveras assertiva . que toca e re.toca no empirismo de todos os dias . sem que . e muitas das vezes . nos apercebamos disso .

.

. uma página verdadeira . que nos deixa a pensar .

.

.

. um beijo .

.

.

denise dutra disse...

que lindo, yayá.a vida é bem assim.as vezes nos sentimos sozinhos,solitários até,e nao nos percebemos pessoas de fora que estão tão dentro de nossas vidas....adorei.

Maria disse...

O dar ilumina quem recebe e quem oferta.
Amiga, hoje deixei no meu cantinho um obrigado aos Amigos. É um miminho simples mas feito com carinho para agradecer a companhia na estrada da vida e porque seu cantinho é ESPECIAL, um espaço onde a qualidade e o bom gosto estão sempre presentes em todos os posts.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria

Sonhadora disse...

Minha querida

Como sempre um texto maravilhoso que nos faz pensar que passamos na vida tão depressa que ficam as pequenas coisas sem olharmos para elas.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Zélia Cunha disse...

Oi, amiga

Linda tua crônica! Fiquei emocionada e lembrei de um dia desses quando algo tão maravilhoso aconteceu comigo. Estava em uma loja de armarinho e uma senhora estava comprando uns botões e tecidos para fazer fuxico, então ela me pediu uma opinião.Fiquei sabendo que ela iria fazer um chinelinho para a netinha e ficamos conversando, trocando ideias. Eu a ensinei alguns modelos de fuxico, fiz os desenhos e dei a ela. Ela ficou tão feliz que me abraçou de uma forma tão carinhosa, espontânea e agradecida que há muito tempo eu não recebia esse afeto. Eu também me senti feliz e agradecida por poder, sem querer, fazer alguém feliz. Sei que talvez não a encontre mais, nem seu nome eu sei, mas aquele gesto vai ficar para sempre comigo guardado e lembrado.
Beijos, querida! Uma linda semana pra você.

Elisa T. Campos disse...

Yayá
Tem pessoas na vida que não conhecemos
mas deixam marcas para sempre num simples gesto como você.

bjs

Vencer Barreiras disse...

Nossa Yayá....estou passeando pelo seu blog e me deparo com textos tão lindos! Puxa! Parabéns! Estou encantada!