Lugares Bonitos

Lugares Bonitos

http://frasesemcompromisso.blogs.sapo.pt/

O blog da Nina, menina que lia quadrinhos.

sábado, 17 de setembro de 2011

A Pergunta…

A Pergunta:

clip_image002

Se você recebesse um talento na meia-idade, o que faria? Receber um talento quando se é jovem, é tarefa relativamente tranqüila, mas na meia-idade, quando tudo está encaminhado para a velhice, que pode ser boa ou não. A sua disposição não é a mesma, a sua vontade não é a mesma e a rotina parece tudo o que você possa desejar e, aparece um dom diferente, que se existiu na mocidade você não soube?!

Essa é mais do que uma reflexão, é uma indagação. Seria motivo para esconder o talento? Tentar, ao menos tentar desenvolver esse talento? Guardar talento para que outra pessoa o descubra e o desenvolva?

A resposta é de cada um, mas pense nisso. Qualquer um de nós pode receber um dom, seja ele cultivar um jardim ou uma criação de ovelhas de presente, sem esperar.

Um bom domingo a todos!

23 comentários:

Christian V. Louis disse...

No Brasil, existe uma campanha da terceira idade, onde pessoas desta faixa etária demonstram seus talentos através da pintura, literatura e todo e qualquer tipo de arte. É um concurso e muito interessante.
Creio que não somente quando estamos mais velhos, mas a cada dia que passa, acabamos por aprimorar alguns dons e, por que não, descobrirmos alguns novos?

Van disse...

eu descubro a cada etapa de vida, vejo com tranquilidade isso e sei que continuarei recebendo até a velhice se lá chegar. Serão todos bem vindos, creio que o bom da vida está aí a possibilidade de renovação que a constante descoberta de um novo talento trás, é o plus que Deus nos dá pra refrescar a trajetória.

Bom domingo Yayá!

Ana Rita Profirio disse...

Yayá eu acho que esconder o talento jamais! Tentar sempre! E lutar, mesmo que o corpo físico não aguente, lutar pra que a cabeça permaneça sempre jovem! É assim que eu quero envelhecer e venha o talento que tiver que vir.

Luks Vieira disse...

Aumentaria a felicidade, pois me sentiria mais útil por contribuir, ainda mais nesta vida cheias de lacunas a serem preenchidas..rs. Belo post!
Att.,
Luks

*Patricia* disse...

Enquanto existir folego de vida, tudo pode acontecer, as vezes certos dons só são bem feitos e desenvolvidos quando realmente estivermos amadurecidos e mais experientes.

a vida em toda a dimensão disse...

Pois é, em cada momento da nossa
vida pudemos descobrir algo que
nos seduza e que possa dar
maior alegria à n/vida.Estou a
precisar de um neste momento.
Beijinhos e bom domingo

Marisa Ferreira disse...

É verdade. Ás vezes temos coisas escondidas dentro de nós que levamos anos a descobrir e acredito que hajam vocações que nunca chegam a ser descobertas. A minha mãe, por exemplo, só depois de se reformar é que percebeu que tinha jeito para a pintura a óleo. =)

Beijinhos e abraços **

✿ chica disse...

Teríamos que tentar desenvolver esse talento, não apagá-lo...Lindo teu blog.beijos,chica

Simone butterfly disse...

bom dia, vim lhe desejar bastante energias positivas e que sua semana seja uma bênção, beijos

SIMONE PRADO disse...

Acho que isso é uma maravilha e isentivo para os mais jovens. Minha mãe tem 76 anos e é chamada da garotinha motoqueira, pois sai como uma mocinha com seu companheiro e seu capacete cor de rosa na moto de deixar todo mundo de boca aberta. Eles ganham troféu nos bailes de terceira idade pois dão um show na dança e sem contar que o homem tem apenas quarenta e poucos anos. Vejo muitos adoentados por que se entregaram e enterraram seus dons e talentos, mas eles estão mudando essa concepção e estão voltando a ativa.

Célia disse...

Em primeiro lugar, Yayá, obrigada pelo espaço dado para opinarmos! Na classificação etária já estou na 3ª idade...e quero a 4ª...a 5ª e tantas outras!! Sempre trabalhei na educação... Cuidava dos "outros", ensinava "aos outros", três ou quatro jornadas de trabalho/dia... Hoje, curto as delícias de ler, ouvir minhas músicas, meditar e "atrever-me" a produzir textos, poemas que sempre foram meu forte! E, agora no hiato do trabalho-profissão em minha vida, Deus me aflorou mais ainda tal "dom" e eu uso sem moderação". A "idade" está em nossa mente... e a minha gira em torno da metade dos meus 65 anos atuais!! Enfrento, sim e com ousadia!
Beijo e, obrigada! Célia.

Eliane Accioly disse...

A desenhar e pintar comecei tarde; assim por ter muito a aprender me sinto jovem nos ofícios; e por outro lado, a idade traz o cansaço; isto é real, o corpo vive o cansaço. Só que muitas vezes é impossível deixar de fazer arte...
Pagamos preços, nos gastamos; e um dia a gente morre...Há os que não morrem e os mortais. Pertenço ao segundo time... :)

。♥ Smareis ♥。 disse...

Yayá,olha pra mim seria uma benção divina, eu abraçaria com toda força que me restasse e ia em frente desenvolver esse talento. Beijo grande e ótimo domingo.

Smareis

Yasmine Lemos disse...

Dom não pode ser castrado.
Yayá vim desejar um domingo lindo
beijo grande

Elisa T. Campos disse...

Que belo questionamento, Yayá.
Ouço muitos dizerem: Já estou velha para isso.
Se soubessem que na vida tem tantas coisas para fazer e qualquer coisa vale a pena. É só começar.
bjs

Meire disse...

Yayá, acho que não importa a idade, temos que dar valor ao talento que temos sempre. :)

bjokitas pra ti!

Jaci Rocha disse...

Um dom é sempre um dom! - Em qualquer idade, forma...um dom é mais que a idade e a fôrma...

enquanto houver vida! - Pulsante,de qlq forma, é de se exercitar o dom...

até pq, acredito que estamos sempre recebendo novos dons...

BRISA disse...

Amiga
sempre temos algum talento escondido dentro de cada de nós.Faça sua vida valer a pena,
E Escute sempre seu coração.
Nada neste mundo faz sentido
se não tocarmos nosso
próprio coração.
Que tudo de bom possa te acontecer...
Que você lute...Que você vença...
Que você conquiste...Que você realize...
Que você ame...Que sua vida seja
um eterno sorriso..."
Tenha Uma Ótima Semana


Beijosss

Mª Carmen disse...

Yo descubrir que podía pintar en la madurez y hoy estoy encantada de hacerlo y tengo mucho tiempo para practicar y disfrutar.Besitos.

Valdeir Almeida disse...

Interessante, eu nunca havia pensado nisso. Aliás, só meditamos quando realmente fazemos parte da história, infelizmente.

Mas creio que é possível desenvolver o dom na terceira idade. Basta adaptá-lo ao ritmo da pessoa.

Abraços.

@ Escritora disse...

Nao tem idade para encarar desafios,desenvolver dons ou cumprir tarefas, basta ter vontade, disposiçao e condiçao física.

Abçs

Jorge disse...

Neste momento trocava-o por um milhão de euros!
Obrigado pelas visitas. Acabei de ouvir a Linda Batista em "Risque". Não conhecia. Linda canção.
Abrçs.

Paulo Sotter disse...

Yayá que interessante este post.
Eu considero que a gente nunca se conhece completamente, então estamos sempre nos descobrindo e nessas descobertas porque não descobrir um novo talento? Não há idade para se começar alguma coisa, seja lá o que for. Inclusive começar a trabalhar um novo talento vai com toda a certeza trazer mais alegria a vida, seja em que etapa for. Parabéns por este questionamento, muito pertinente. Um abraço!