Lugares Bonitos

Lugares Bonitos

http://frasesemcompromisso.blogs.sapo.pt/

O blog da Nina, menina que lia quadrinhos.

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Posse

Posseclip_image002

Posse é desamor,

Chama e dissabor

Da alma a cobiçar

Algo como caça.

 

É veia de rancor,

Sangue sem calor,

Claustro de negar

À alma a sua graça.

 

Finge o dom e a dor;

Esse sofredor

Vive a solfejar

Notas, sem cantar.

24 comentários:

Maria Alice Cerqueira disse...

Querida amiga
Hoje eu vim pensando um pouquinho em meu sonho
por favor clique no Link

http://www.mariaalicecerqueira.com/2011/08/prezado-amigo-leitor-e-seguidor-me.html

Muito obriga de coração

abraço amigo
atenciosamente Maria Alice

Valdeir Almeida disse...

Quem sente possuidor de alguém, de fato, não ama.

Parabéns pelo poema!!!

Beijos.

Aclim disse...

Este sofre e faz sofrer

lindo poema

Belo tema

Abraço Yayá

Ma Ferreira disse...

Posse é tudo, menos amor..

O amor liberta....

Um beijo Yayá, obrigafa pelo carinho...

。♥ Smareis ♥。 disse...

Oi querida palavras que faz refletir. Posse é falta de amor,é desumano, e mostrar poder. Flor meu nome é Smareis mesmo foi presente de minha mãe.Selma nem sei quem é rs... Bjs e ótima noite.

Smareis

。♥ Smareis ♥。 disse...

Querida também ja te considero uma amiga linda e maravilhosa, a minha amizade e reciproca, vc faz parte de minha lista de amigos queridos.Obrigada mais uma vez pelo carinho e pela amizade. Adorei o texto.

Smareis

Artes e escritas disse...

Não esquecerei o seu nome Smareis. Um abraço, Yayá.

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa noite minha amiga querida e muito amada...
Venho lá do cantinho da Evanir,toda radiosa pela homenagem que ela me prestou.Sei que não sou tão merecedora ainda de tamanha homenagem,faz pouco tempo que estou no seio de vcs.Apesar que já conheço o suficiente para chamar de amiga(o)
Estou aqui para te agradecer as palavras lindas que vc deixou gravada nos comentários da Evanir.Vc me fazendo esses elógios teve grande valor no sentido do gesto.Obg minha querida!
Bjssssssssssss

Célia disse...

Yayá... muito bem "poemado" por você POSSE E AMOR/DESAMOR... Levou-me à história de Rubem Alves, "A menina e o pássaro encantado"... "Era uma vez uma menina que tinha um pássaro como seu melhor amigo. Ele era um pássaro diferente de todos os demais: Era encantado. Os pássaros comuns, se a porta da gaiola estiver aberta, vão embora para nunca mais voltar.
Mas o pássaro da menina voava livre e vinha quando sentia saudades"...
Seu poema é oreflexo dessa história! Lindo! Abraço, Célia.

Marisa Ferreira disse...

Que mimo =)

beijos*

Obtuso disse...

Yah !
Ninguém é de ninguém !
Gostei muito Yaya.
Bjs

Maria Alice Cerqueira disse...

Querida Amiga vim agradecer pelo seu carinho e apoio ao meu trabalho!
De todo o coração eu lhe agradeço!
Tenha um lindo dia e um bom final de semana, coberto de muita paz e amor!
abraço muito amigo!
Maria Alice

Marina-Emer disse...

Quisiera que mis letras fueran
Caricias para dejarte esa amistad
Profunda que el día a día nos va
Marcando este aparato que con
Su magia nos deja ver el alma
De nuestros amig@s hoy nuestra .
Fiesta …felicidades
Mi cariño y hasta la próxima visita
Un abrazo
Marina
***ESPIGAS DEL ALMA III ***

Patrícia Pinna disse...

Bom dia.Faz um tempinho que eu queria conhecer o seu blog, por ver comentários seus em blogs amigos.
Aqui estou eu a te parabenizar!
Quanto à postagem em evidência, o sentimento de posse é nocivo, e muitas pessoas o confundem com o amor, quando nada tem de parecido, uma vez que o amor é doador, entre tantos sentimentos bons!
Um beijo, fique com Deus, e tenha um excelente dia de paz!

Nair Morbeck Sobrinha disse...

Verdade, esse sentimento de posse nada tem de Amor..Amor é libertador sempre..


Shalom

aluap disse...

Acho que o instinto de posse, propriedade, provoca o ciúme, mas nunca é tarde para amar.

Com amizade,
Paula

marlene edir severino disse...

O desejo de posse é egoísta e só enxerga a si mesmo.

E nem nos pertencemos a nós mesmos...

Beijo, Yayá!

Sonia Guzzi disse...

É só um jeito mesquinho de exercer a tirania.
Belo poema!
Bjs, em divina amizade.
Sonia Guzzi

Wanderley Elian Lima disse...

Quem ama não é dono, e companheiro.
Bjux

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Simples e magnífico: a posse nega à alma a sua Graça. Amei!

Ana Martins disse...

Oiii

Tem selinho pra você no "Pequenas Epifanias".

Bjoooo

tecas disse...

Querida Yayá, se eu fosse juri, teria dificuldade em escolher qual o melhor poema seu. Todos são de uma beleza e perfeição impar.
Os meus parabéns sinceros.
Bjito amigo e uma flor.

João Raposo disse...

Possuem-se objectos. Seres humanos não são objectos.
Eficaz, claro, simples, belo.

denise dutra disse...

é verdade. muitas vezes achamos que porque amamos temos o direito de sermos donos da outra pessoa.... e isso faz um mal tao grande, só traz dor, pelo medo incontrolarvel de perder a pessoa amada, começamos a persegui-la de uma maneira tao cruel, tao sufocante, que em troca, perdemos quem tanto a pessoa que amamos .