Lugares Bonitos

Lugares Bonitos

http://frasesemcompromisso.blogs.sapo.pt/

O blog da Nina, menina que lia quadrinhos.

domingo, 26 de junho de 2011

Reflexão: Amizades Virtuais

Amizades Virtuaisclip_image002

Amizades são trocas de energia. Não falo sobre nenhuma energia espiritual, falo da energia eletromagnética que está presente até mesmo em um fio de cabelo.

A troca de leituras acrescenta experiências pessoais e cultura. Leio tirinhas, charges, desabafos, textos de auto-ajuda, poemas e textos literários e filosofia; as escolhas são feitas ao gostar de ler.

Essa amizade virtual é uma excelente maneira de trocar experiências de todos os tipos e a gente escolhe. Tenho imenso prazer de inventar história, criar poesias e estar aqui com pessoas cujas atividades são voltadas à criatividade.

Nas amizades virtuais, pela ausência da presença física, a energia despendida pelo pensamento não atinge diretamente a pessoa que lê, mas a nossa condição de humanos faz com que criemos laços e rodas de leitura.

No entanto, devemos tentar canalizar essa energia eletromagnética na troca de ideias com os amigos presentes, os que estão ao nosso lado de forma presencial. O virtual não pode substituir o real.

Por outro lado, a emoção que sentimos ao ler um texto, seja real, com um livro nas mãos, seja virtual, com a tela virando as páginas, é real. E, se algum texto cabe na tela e te agrada por algum motivo, ele te trouxe algo.

A amizade se dá porque procuramos pessoas afins, e tantos os que são blogueiros amadores como os escritores premiados se tornam à medida do que pensamos blogs simpáticos e agradáveis.

Os tempos são outros, as amizades virtuais são uma experiência nova, uma experimentação afetiva. Somos experimentadores tendo em vista que a atividade blog é relativamente recente e não sabemos, portanto, o que a experiência diz.

Tantas palavras são para dizer que estou blogando à vontade e o blogar pode ser uma troca como se fossem ondas de rádio percorrendo o pensamento da Nova Era.

19 comentários:

Jorge disse...

É isso, sim. Parabéns pelo texto.

Lu Cavichioli disse...

Mais um texto bacana e que deixa rastros nas entrelinhas para boas reflexões.

Beijo pra ti Yayá!

Ma Ferreira disse...

Yaya..
Achei bacana este seu texto.
Eu também me questiono certas coisas.
Eu acabo mesmo que virtualmente me ligando as pessoas.
Crio um perfil, que talvez nem seja o real..gosto, torço, me emociono, as vezes analiso,. as vezes não gosto, na maioria gosto..
Sim falta deste contato virtual.
Claro que tenho meus amigos..minha vida continua a mesma..só que o blog agregou algo.
As vezes me questiono se não é carencia..sei lá..
Mas a troca de energia é boa..eu gosto!!
Sempre aprendo lgo..
Um beijo..
Boa semana!!
Ma

Marly Bastos in "palavreados ao vento" disse...

Yayá,
Eu não troco esse mundo da blogosfera por um livro qualquer. Claro que um bom livro tem o seu valor único. Mas ele é limitado nos assuntos, diferente desse mundo que é uma mistura de uma imensidão de pensamentos e criatividade.
Aqui criamos um vínculo sim, gostamos das pessoas, nos sensibilizamos, entristecemos por algum problema de um amigo blogueiro...
Esse mundo virtual, é tão real!
Amei seu texto querida.
Beijos e fica com Deus.

Célia disse...

Encontros... Contatos... Ainda que virtuais sempre energizam-nos. Já não dá mais para eliminarmos tal meio de comunicação que rompe barreiras de sentimentos e de distância. Ótimo o seu texto. Faz com que pensemos em amizade despretensiosa! Valeu! [ ] Célia.
http://celiarangel.blogspot.com

Clau disse...

Adorei o texto, é como já falei adoro suas visitas e seus registros... Adorei! Pois me sinto feliz quando te recebo no meu blog, é uma energia inesplicavel, é uma sensação agradavel... Aquele sentimento de que não estamos sozinhos...

MOISÉS POETA disse...

Yaya !

Estamos juntos nessa linha de pensamento . toda forma de aproximação vale a pena .

sigo-te com prazer !

um beijo , querida !

Natalia Campos disse...

E no fim a amizade sempre persevera. Lindo post minha querida. Ótima semana. Beijos.

Au revoir.

Esther disse...

muito bom o texto. obrigado pelas palavras deixadas no meu blogue Yayá:) beijo

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Yayá, ainda estou, pelo meio do tempo de um geatação humana,umas 23
semanas, por esse bom caminho da blogosfera, à qual resisti até enquanto pude...Ou seja, não estou totalmente pronta.
Nesta sua postagem, está exatamente o que eu penso.A sua análise está formidável, excelente para reflexão e, eu diria até, profunda...Ainda "luto" para não me apegar muito, ao meio, com receio de ir deixamdo de lado o mais paupável, como livro de papel e os amigos de junto, o real, enfim...
Venho nutrindo fortes amizades. A energia, de que voce fala, passa mesmo, a gente sente, mum comentário, numa postagem, num minmo que nos fazem, mesmo virtual.

Tenha uma boa e produtiva semana,amiga.
Beijinhos

Simone MartinS2 disse...

Bom dia Yaya, sinto que tu es uma escritora nata, pois consegue atrair as atenções dos leitores e como voce mesma disse, aqui na Blogosfera, podemos escolher o que ler e a diversidade são muitas e de varios generos...Sou nova aqui, mas ja tenho a Blogosfera como minha segunda casa, amigos, nos finais de semana ou nao, mas sei que eles estão sempre ao meu lado, nao os esqueci, so resolvi fazer mais amigos, virtuais, mas que adoro ler todos os dias, tenho aprendido muito com todos...Bjin e parabens pelo texto, muito bem escrito...bjin de novo.

Lena disse...

Yayá
Simplesmente amei essa sua nova abordagem de um tipo de amizade relativamente novo!
"Nós temos sentado dia pós dia, compartilhando nossas vidas, nossos sonhos, nossos medos, nossos erros.
Continua me assustando como você que um dia foi um estranho, tenha se transformado em um de meus mais querido e estimado amigo.
Você é tão importante para mim como qualquer de meus amigos pessoais, minha família ou vizinhos.
Você me faz sorrir, quando compartilha suas brincadeiras.
Me faz rir quando conta suas histórias.Me faz sentir sozinha quando se vai.Você esta em meus pensamentos cada dia.Para você...meu melhor amigo da web!
Te Adoro!!! Fique aqui onde eu possa te ver, te falar, compartilhar com você, suas brincadeiras, seu sorriso, seus sentimentos..."(Desconhecido).

É bem por aí. Bjs com carinho!

http://alemdasnuvens2011.blogspot.com
http://amadeirado.blogspot.com

Maria selma disse...

Amiga gostei do texto ,gosto muito de blogar ,das amizades virtuais mas reais pois igual a mim está você do outro lado da telinha assim também nossos amigos...as energias eletromagnéticas,estas ondas que também acredito serem espirituais por afinidade que temos...
Não consigo mais abandonar esta forma de interagir com os amigos blogueiros,fico trite qdo algo não está bem,me alegro,tbém me decepciono...me emociono....algo me completa...enquanto não estou diante do pc,falta-me algo...um beijo gde e agradeço muito por ter sua amizade....

La Vanu disse...

Olá Yayá,
obrigada pela visita e retribuo aqui pela nova "amizade".

MARILENE disse...

Uma experiência nova que tem acarretado grandes benefícios. Aqui, nesse mundo virtual, pessoas têm recebido carinho, auxílio em momentos difíceis, tudo em forma de simples palavras.
Quando surgiu a palavra "amigo", não havia esse meio de comunicação. E creio que essa nova forma de amizade não deixa de ser "real" e produtiva.

Bjs.

Aclim disse...

É freud, mas é muito legal visitar escondido sem ser visto e se quizer deixar um aviso que esteve por ali....rsrrsr...séc.XXI...arte contemporânea, vida contemporânea...tudo muito rápido e funcional. Abraço

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

Teu texto é precioso, ultimamente meus melhores amigos são virtuais, acho que isso acontece porque o virtual não é dado ao tédio.

OceanoAzul.Sonhos disse...

Gostei do seu texto. O virtual não deve substituir o real mas podem-se complementar. O bom senso deve estar presente como em todo o resto na nossa vida.
Um abraço
oa.s

Jopz_B1B disse...

OPAZ, é isso mesmo, resumiu muito bem.

Aproveito para agradecer sua adesão lá no blog B1B, thanks.

JOPZ

http://b1brasil.blogspot.com/2011/06/novos-seguidores.html