Loading...
Loading...

sábado, 23 de abril de 2011

Singular

clip-art2

Singular

A centelha de luz que te cabe,

Que te segue e conduz; tua guia

Nesse mundo que pulsa e te sabe

Uma estrela perdida na via

Percorrida por muitos.

Singular que do escuro se entreabre

E se firma no breu, maravilha

Da galáxia na láctea amizade

Percebida; que surge e turbina

A impressão: somos únicos.

Desconhece-se a luz que não esparge,

Que se fecha e se esconde em surdina.

O pensar se faz vivo e sem par

Em magnéticas ondas; um ímã

De atração, denso e plúmbeo.

Nenhum comentário: