Loading...
Loading...

segunda-feira, 28 de março de 2011

Calmaria

Calmarialuzes


Noite calma, calmo o vento;
Dorme o mar imorredouro,
Vela o sono o firmamento.


Some a nuvem com o vento,
Desce a terra sem estouro;
Gira a vaga e o cata-vento.


Cada feito tem seu tempo,

Cada flor, o seu tesouro

Nenhum comentário: