Lugares Bonitos

Lugares Bonitos

http://frasesemcompromisso.blogs.sapo.pt/

O blog da Nina, menina que lia quadrinhos.

sábado, 25 de setembro de 2010

Dualidade, um poema dividido.

 

Nova Galé

Dualidade

Um oceano nos separa.

A dor presente, tão distante,

Do quebrantado escancara

O sofrimento. Num instante

A marejada vem e ampara.

O amanhã vem adiante

Configurado e repara,

Desconcertado e conflitante,

Repartição do ser que para

Em um passado, inconstante.

Depois do mar, do amor para

Com o presente confiante,

Uma unidade então compara

O enfadamento elegante

À divisão feita de apara.

Ressurgimento em um mirante

Superior, n’outra seara

Originado. Navegante

De outras galés, uma antepara

A uma abertura consoante.

Nenhum comentário: